Branqueamento Dentário a Laser

Em busca de sorrisos esteticamente agradáveis, o branqueamento dentário é um opção de tratamento bastante utilizada, uma vez que é de fácil realização e oferece harmonia de cor aos dentes. Trata-se de um processo de eliminação de manchas e descoloração controlada dos dentes para branqueá-los. Existem muitos motivos para a mudança da cor de esmalte dos dentes, que podem ser classificados como alterações exógenas ou endógenas.

Como causas exógenas de alteração da cor dos dentes podemos encontrar: consumo excessivo de café, vinho tinto, refrigerantes, chocolate e tabaco.

Entre estas causas, encontra-se ainda a presença de bactérias cromógenas (que dão origem a pigmentos de cor). Já as causas endógenas estão associadas a: . Antibióticos;  Tratamentos endodônticos que também têm efeito adverso sobre a coloração natural dos dentes; . Traumastimos ou actos iastrogénicos (por acção do médico); . Condições genéticas e idade. Actualmente, o escurecimento dos dentes pode ser combatido com diversas técnicas de branqueamento. Pode ser conseguido através da aplicação sucessiva e metódica de produtos ou utilização de laser ou LEDS.

branqueamento-dentario-laser

Como funciona o branqueamento dentário a laser?

Manchas causadas por alimentos, placa bacteriana ou cigarros podem ser retiradas ou diminuídas através de jacto de bicarbonato de sódio, feito em consultório. A microabrasão, também feita pelo dentista, é indicada na presença de manchas brancas (a chamada fluorose).

A presença destes sinais deve ser detectada previamente, justificando tratamentos como limpeza dentária ou microbrasão antes de realização do branqueamento dentário.

Dentes amarelados, com alteração de cor por tratamento endodôntico, ou manchas causadas por antibióticos podem ser branqueados com peróxido de hidrogénio, peróxido de carbaminada, perborato de sódio e a aplicação ou não de laser ou LED. Em casos graves, podem ser feitos tratamentos de recobrimento dentário com materiais que permitam a obtenção da cor adequada, translucidez e resistência típicas do dente.

O branqueamento a laser utiliza um laser de argônio, usado para activar o branqueador. Com um comprimento de onde de 488 nm, emite uma luz azul-esverdeada, que é absorvida por cores escuras. É indicado quando usado com peróxido de hidrogénio. O efeito do laser promove uma libertação das moléculas de oxigénio do peróxido.

O branqueamento a laser demora, em média, uma única sessão de hora e meia. A diferença básica entre o LED e o laser é que no primeiro predomina o mecanismo da emissão espontânea de radiação e no laser a emissão estimulada de luz. Assim, os lasers precisam de grande quantidade de energia para funcionarem, enquanto os LEDS necessitam de pouca.

De um modo geral, as manchas amarelas ou marrons são mais fáceis de branquear do que as azuladas ou acinzentadas. Restaurações e próteses não podem ser branqueadas por laser; que só age sobre o esmalte natural dos dentes.

A aplicação destes recursos, com base científica, conhecimento clínico diagnóstico cuidadoso, permite alcançar maior conforto para o paciente.

MAIS ARTIGOS
  • Laser dental
    O laser dental, é um laser que é especificamente designado
  • Silicone para Branqueamento
    O branqueamento dentário tem bastante procura por parte de pessoas
  • Branqueamento Dentário
    Nos dias de hoje o aspecto é muito importante
  • Enviar Comentário