Estratégias para ter um hálito fresco

Actualmente, o meu hálito converteu-se num fenómeno tal que se estima que afecte 30% da população mundial. Imagine que no Brasil existe até um serviço gratuito que informa a pessoa que ela tem mau hálito, mantendo a informação do delator em sigilo absoluto.

A halitose (nome que os médicos usam para dizer que alguém cheira mal da boca) não é uma doença, mas sim o sintoma de que algo de errado se passa com o seu organismo.De acordo com Academia Americana dos Médicos de Família, é causada por bactérias que se acumulam na boca, devido a uma escovagem de dentes e de l+ingua incorrectas, à falha de uso de fio dentário ou à secura da boca.

Em casos mais graves, também poderá estar relacionada com distúrbios gástricos, renais, sinusite, diabetes, cáries dentárias ou infecções das gengivas, por exemplo. Calma, não entre em pânico. Se escovar bem os dentes e estiver bem de saúde, há estratégias que pode colocar em prática para nunca sofrer de sintoma tão desagradável e que ainda por cima coloca qualquer relação amorosa em risco.

halito-fresco

Opte por uma boa escova

Escovar os dentes é o primeiro passo para eliminar o excesso de bactérias que dão origem ao mau hálito e ao mesmo tempo livrar-se da placa bacteriana. Por isso é tão importante investir numa boa escova. Opte por uma suave ou média (as duras podem magoar-lhe as gengivas), com cabeça pequena, para poder chegar a todos os cantos, e escove os dentes logo a seguir às refeições.

Escove-os em movimentos “frente/trás”, segurando-a de forma a que as cerdas da escova façam um ângulo de 45º e penetrem entre a coroa do dente e a gengiva que é onde mais se acumula placa bacteriana. Atenção, não escove com muita força, ou estará a dar cabo da gengiva, e substitua-a de três em três meses ou mal constate que começa a ficar com aquele aspecto de usada.

As escovas eléctricas também são excelentes, pois vibram em três direcções, e isto quer dizer que limpam melhor. São por isso a opção indicada para aquelas noites em que chega a casa cansada e já não tem energia para tratar de si.

Escolha bem a pasta

Se tem uma boca saudável, uma pasta dentífrica de supermercado, seja qual for a marca, é suficiente, certifique-se, sim, que esta contém flúor e triclosan ( não se assuste, basta procurar este componente na descrição que todas as embalagens têm). No entanto, se sofre de alguma patologia gengival (que o seu dentista facilmente identificará), é preferível optar por uma de farmácia.

Se tem problemas de gengivas, escolha uma pasta que, para além de triclosan, tenha também cloro-hexidina. Se o seu problema é a sensibilidade, então, nitrato de potássio e fluoreto de sódio são componentes que não pode dispensar.

Use fio dentário

As bactérias que se alojam nas gengivas contribuem para o aparecimento do mau hálito e podem estar relacionadas com alguns problemas cardiovasculares. De acordo com Moise Desvarieux , da Columbia University, cordenador internacional de vários estudos sobre a saúde oral e as doenças cardiovasculares, a aterosclerose pode ser potenciada por bactérias provenientes de injecções orais que passam para a corrente sanguínea. Quem diria! Use fio dentário sempre que escovar os dentes, para garantir uma limpeza total e gengivas saudáveis. Encerado ou não, com ou sem sabor, não importa.

O que interessa é que o considere cómodo. Faça movimentos suaves de cima para baixo entre o dente e a gengiva. O objectivo é eliminar a placa bacteriana. Se tem alguma dificuldade, pois os seus dentes estão muito juntos, não desista. O mais importante é marcar uma consulta no dentista para que este lhe corrija a má postura dos dentes e assim consiga usar o fio sem qualquer dificuldade.

Bocheche com elixir

O bochechar pode ajudar a remover a placa bacteriana que a escovagem e o fio dentário não conseguiram eliminar por completo. Na hora de comprar, opte sempre por um que tenha flúor, pois este mineral ajuda os dentes a ficarem mais fortes e menos prospícios a cáries, e que não tenha álcool para evitar a sensação de mau estar que lhe estão a “picar” a língua.

É igualmente importante usar sempre um elixir puro, que não se dilua. Muita atenção: depois de o deitar fora não enxague a boca nem beba líquidos pois desta forma estará a reduzir a acção do produto.

Escove a língua

Esta deve ser uma das suas principais prioridades. Escovar sempre muito bem a língua é fundamental, pois só assim marca a diferença entre um hálito saudável e a halitose. Por ser uma zona bastante áspera e irregular faça-o com movimentos firmes, sem medo de se magoar. Ou peça mesmo na farmácia que lhe vendam um raspador de língua específico para o efeito.

Diminua o consumo de açúcar

Chocolates, rebuçados, caramelos, bolos, mel ou até o açúcar que adiciona ao café ou chá podem deitar tudo a perder. O problema não é tanto a quantidade ingerida, mas o tempo de permanência nos dentes. Dica: nem pense em comer um chocolate à noite e depois ir deitar-se sem lavar os dentes, é meio caminho andado para a formação de cáries.

Há quem defenda que o queijo protege o esmalte dentário. Vários estudos concluem que alguns, em especial os duros e envelhecidos, como o cheddar, podem reduzir as bactérias que provocam cáries. Caso seja consumido no final da refeição e desde que não seja seguido por chá, café ou qualquer outro alimento, reduz os níveis de acidez na boca.

Mastigar uma pastilha elástica, sem açúcar, é outra alternativa, pois estimulará o fluxo de saliva que elimina o ácido da boca. Opte por uma que contenha xilitol, pois esta substância é inóqua para os dentes.

Visite o dentista regularmente

Mesmo que aparentemente não tenha nenhum problema, deverá marcar uma consulta de rotina, no mínimo, uma vez por ano. Ao ignorar essa visita periódica fica mais susceptível a problemas dentários de todos os tipos, incluindo o mau hálito. Lembre-se que duas das causas frequentes da halitose são as gengivvites e as cáries.

Alimentos que podem ajudar a uma boa saúde oral

Salsa fresca

Mastigada após as refeições, pode reduzir o odor dos alimentos que acabaram de ser ingeridos. O tomilho, a hortelã e o estragão têm um efeito semelhante.

Iogurte

Natural, sem açúcar, ajuda a eliminar a halitose, diminui a placa bacteriana e a inflamação das gengivas, de acordo com a Associação Internacional para a Investigação Dentária.

Chá preto

Há quem garanta que alguns bochechos podem reduzir bastante a formação da placa bacteriana.

Sumo de arando

Investigadores de uma faculdade norte-americana chegaram à conclusão que o sumo deste fruto protege os dentes e as gengivas e também impede que as bactérias se acumulem na boca.

MAIS ARTIGOS
  • Dê um sorriso mais bonito no Dia da Mãe
    EXISTE MELHOR PRENDA DO QUE UM SORRISO BONITO? Use Listerine Stay
  • Placa Bacteriana
    A placa bacteriana é uma película aderente e transparente constituída
  • Higiene Oral
    A saúde da sua boca é essencial para que se
  • Enviar Comentário